Os melhores alimentos para levar em trilhas

Anúncios

Para fazer uma trilha, você deve estar fisicamente preparado, comer bem e ter bastante disposição. Também é preciso estar atento a tudo que diz respeito ao corpo, em especial à alimentação.

Na hora que você for pensar em fazer uma trilha, independentemente do tamanho dela, é preciso que você leve a quantidade adequada de comida.

Anúncios

Deve lembrar de levar uma quantia extra para emergências ou imprevistos, além de escolher os melhores alimentos para levar na trilha.

Vamos te apresentar quais são eles:

Anúncios

MELHORES ALIMENTOS

Podemos começar pensando em levar alimentos que fazem parte da rotina alimentar. Afinal, você não quer ter uma surpresa desagradável e passar mal durante sua aventura.

Depois de pensar nisso, você escolherá os melhores alimentos para levar na sua trilha.

Trilhas curtas

As trilhas curtas têm duração máxima de um dia. Isso significa que não é preciso tanta comida. Alguns lanches bastam para saciar a bem a fome sem pesar no estômago, como:

  • Sanduíches: opte por recheios que não sejam perecíveis, como pasta de amendoim e geleia;
  • Frutas secas: alimentos desidratados são práticos, ocupam pouco espaço na mochila, oferecem benefícios à saúde, têm valor nutricional e podem ser ingeridos durante a caminhada;
  • Frutas frescas: ótimas opções de comida leve, especialmente a banana, que previne cãibras. Cuidado com a maçã, que dá a sensação de fome depois que come ela;
  • Oleaginosas: castanhas, nozes e amendoim são oleaginosos muito indicadas na prática de exercícios, pois dão disposição;
  • Biscoito, de preferência integral: carboidrato fácil e leve;
  • Barras de cereais: comida leve que pode ser ingerida durante a caminhada;
  • Chocolate: traz disposição, energia e alegria. Mas com moderação, especialmente no calor;
  • Água: em qualquer situação.

Trilhas longas

Os melhores alimentos para levar em trilhas longas, que incluem pernoite ou duram vários dias, são um pouco diferentes daqueles indicados para trilhas curtas.

Pois você precisa pensar no valor nutricional de cada refeição.

A indicação básica é que ela seja composta de 60 a 70% de carboidratos, além de 20% de gorduras e 10% de proteínas.

Dicas de Carboidratos:

Indicamos que prepare um macarrão instantâneo complementado com carnes desidratadas e castanhas, biscoitos, pães integrais, barra de cereal esportiva.

Eles são a base de todas as refeições, pois são responsáveis pela energia do organismo, auxiliando na recuperação e evitando a fadiga muscular.

As frutas são boas opções de carboidrato e na última refeição do dia indicamos que a pessoa que vai praticar a trilha, ingira mais carboidrato para garantir energia e calor para o corpo durante o sono.

Não indicamos que exagere nos doces, pois eles têm alto índice glicêmico, se for consumido em excesso pode causar gases e desconforto abdominal.

Dicas de Gorduras:

No fornecimento de energia, os alimentos que possuem boas fontes de gordura são obrigatórios na hora de fazer trilha.

Preste bastante atenção ao peso da sua mochila, pois você irá carregar ela durante todo o tempo.

Por isso escolha alimentos de fácil transporte e leves, como as oleaginosas, azeitona, linhaça, chia, semente de girassol, essas são ótimas escolhas de alimentos.

Dicas de proteínas

Nos melhores alimentos para levar na trilha devem incluir proteínas.

Quando são consumidas juntamente com os carboidratos, as proteínas repõem as reservas de energia e são mais bem absorvidas pelo corpo.

Então o consumo deve incluir proteínas do tipo animal como a sardinha, atum em lata, que são boas fontes de aminoácidos essenciais e aquelas do tipo vegetal, na combinação de cereais e leguminosas como o famoso arroz e feijão.

LEVE BASTANTE ÁGUA

Nunca, em nenhuma hipótese faça uma trilha sem água. Ela é indispensável para qualquer percurso trilha, desde os mais curtos e simples até os mais longos.

Independentemente da intensidade do exercício. Enquanto caminha não espere sentir sede para se hidratar, pois a sede já é um sinal de desidratação, algo que pode ser desastroso em uma trilha.

Além disso, a água pode servir para preparar um soro caseiro em caso de emergência, especialmente em problemas intestinais.

Os melhores alimentos para levar na trilha, seja ela qual for, são leves, possuem alto valor nutricional e ocupam pouco espaço na mochila. Planeje sua alimentação com base no percurso e na duração da trilha e depois de tudo, desejamos uma boa aventura.